Você conhece a história da natação nas Olimpíadas?

Você conhece a história da natação nas Olimpíadas

Entenda as mudanças que o esporte teve desde o seu início nos Jogos Olímpicos e saiba quais atletas são considerados destaque.

A natação nos moldes que conhecemos hoje, com suas regras e características, é muito recente.  Para entendermos melhor essas diferenças e aproveitar o período das Olimpíadas, vamos voltar um pouco na história do esporte.

Foi na edição dos Jogos Olímpicos da Grécia, em 1896, que a modalidade natação foi disputada pela primeira vez. Nesta edição, também foram realizadas provas de 100, 500 e 1200 metros livres, mas não tinha um número expressivo de atletas.

As disputas aconteciam em pleno oceano! Nesse sentido, fica fácil imaginar porque não tinham tantos nadadores disputando as provas.

A segurança dos competidores era mínima em comparação à estrutura de hoje em dia. Só para você ter uma ideia, temos até salva-vidas nas Olimpíadas Rio 2016. Claro que a chance de um atleta profissional se afogar na piscina é quase nula, mas é preciso cuidar de todos os detalhes (uma lei estadual de 2001 obriga a presença de salva-vidas certificado pelo Corpo de Bombeiros nas piscinas do Rio, com mais de 6×6 metros).

A preocupação com cada particularidade é sentida desde que o esporte passou a ser praticado nas piscinas.

Tanto que – desde então – além de mais competidores, aumentou a quantidade de modalidades que são disputadas.

Anteriormente, tínhamos apenas três modalidades e um único estilo de nado. Hoje, a natação conta com 34 provas que valem medalha – sendo 17 provas masculinas e 17 femininas – e quatro estilos de nado: peito, costas, borboleta e livre.

Alguns atletas têm histórico de destaque em determinadas provas. O nadador brasileiro César Cielo, por exemplo, atingiu a marca de 20 segundos e 91 centésimos na prova dos 50m livres durante os jogos olímpicos de Pequim em 2008. Já Michael Phelps é recordista em oito das 17 provas da natação existentes. Seu desempenho é tão impressionante que ele superou o recorde do nadador que mais ganhou medalhas de ouro em uma única Olimpíada.

Só para você entender melhor o quão expressivo é o resultado de Phelps: durante os jogos olímpicos de 1972, em Munique, Mark Spitz ganhou sete ouros, o que o tornou o maior vencedor de medalhas douradas em uma mesma Olimpíada.

Durante as disputas em Pequim – no mesmo ano em que o Cielo também teve seu momento de glória – Phelps conquistou oito medalhas de ouro. Ele venceu todas as provas que disputou. Não é à toa que Phelps é o maior medalhista da história das Olimpíadas: com 22 no total, sendo 18 de ouro.

Nós – da Mori Natação – estamos torcendo para que os atletas brasileiros tenham excelentes resultados na Olimpíada Rio 2016. Venha conhecer nossa estrutura e treine para alcançar o seu próprio recorde de natação.

 

Como a aula de natação ajuda as crianças na escola
CLIQUE AQUI PARA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA
2017-10-31T13:08:53+00:00

Deixar Um Comentário

9 + vinte =